Cachorro Sonha? E Com o Que Sonha?

Se você já passou algum tempo observando toda a fofura que é um cãozinho dormindo, provavelmente já testemunhou períodos de sono mais ativos. Eles podem mexer as patas, balançar a cauda uma vez ou outra, ensaiar um latido sem som, ou até mesmo rosnar e choramingar. Então: cachorro sonha? Perguntar-se se eles sonham e, além disso, qual a natureza desses sonhos, é algo bem comum entre tutores e admiradores de cães. Esse tipo de pergunta levou grandes pesquisadores em universidades ao redor do globo a investigar e buscar maiores explicações sobre o assunto.

Aliás, o início do século XXI foi marcado por diversos estudos realizados e publicados nos campos da neurociência e psicologia sobre a existência e os impactos de sonhos na cognição de animais. Do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA, até a Universidade de British Columbia, na Inglaterra, as pesquisas sobre sonhos em animais têm mostrado que podem ajudar até mesmo a entender problemas humanos complexos, como o Alzheimer e a insônia.

Então vamos dar uma olhada em alguns fatos sobre “se” e “com o que” seu cachorro sonha:

Cachorro sonha, afinal?

Os resultados desses estudos mostram que muitos animais, incluindo humanos, ratos, cachorros, gatos e até algumas aves, possuem similaridades na estrutura cerebral e nos padrões de atividade do cérebro, tanto dormindo quanto acordados. Isso sugere não apenas que cachorro sonha sim, mas também que alguns de seus sonhos, como os nossos, reprisam eventos vividos no dia e também permitem o processamento do que foi aprendido.

Porções análogas da arquitetura cerebral que produzem imagens e criam memórias parecem ter funções similares entre a maioria das espécies de mamíferos. Isso inclui a ponte do tronco cerebral, que tem, entre suas funções, a capacidade de restringir o movimento físico enquanto dormimos. Sempre que você vir uma patinha se movendo ou ouvir um latido baixinho enquanto seu cachorro dorme, lembre-se que nós não somos tão diferentes rolando na cama e murmurando.

Os sonhos começam a partir dos 20 minutos de sono do seu cãozinho. Eles podem variar em duração e quantidade dependendo de fatores que vão desde o porte do cão até sua idade. Cachorros pequenos, por exemplo, tendem a ter sonhos menores e mais frequentes a cada ciclo de sono. Já as raças de cachorros grandes costumam ter sonhos maiores, porém sonham menos vezes. E os filhotes – não importa o tamanho -, que estão aprendendo sobre o mundo que os cerca, tendem a ter uma média de sonhos maior do que os cães adultos e idosos.


Seu cachorro sonha basicamente o mesmo tanto que você, e com uma frequência semelhante. Foto: @michaelmroczek / Unsplash.



Com o que seu cachorro sonha

Infelizmente, pode ser que nunca tenhamos uma resposta assertiva sobre o conteúdo dos sonhos de um cachorro. Mesmo com essa incerteza cruel, pesquisas científicas têm sugerido algumas respostas. Os estudos do MIT sobre os sonhos dos ratos mostrou que uma atividade cerebral praticamente idêntica ocorre quando os roedores estão sonhando e quando estão correndo pelos labirintos.

Uma vez que nós também sonhamos com atividades típicas do dia-a-dia, podemos acreditar que, quando seu cachorro sonha, esses sonhos sejam da mesma natureza. Em outras palavras, cães sonham sobre coisas de cachorro: perseguir o gato da família, latir para o carteiro, o gosto da ração que comeu no jantar, o som e a sensação de brincar com seu brinquedo para cachorro favorito, ou, por que não, podem sonhar com aquela soneca gostosa que tiraram durante o dia também.

Os cães têm pesadelos?

Além da nossa curiosidade sobre a existência e o conteúdo dos sonhos dos cachorros, também nos perguntamos se nossos cãezinhos podem ter sonhos ruins. Por que não? Se os cães têm sonhos que utilizam as mesmas partes do cérebro, têm os mesmos espasmos noturnos e deixam escapar os mesmos sons aleatórios que os humanos, então certamente o conteúdo desses sonhos deve variar de confortante a aterrorizante.

Os pesadelos dos cães provavelmente são menos abstratos e mais concretos que os nossos, certamente girando em torno de perigos reais pelos quais eles passaram. Os cachorros não têm preocupações com fantasmas, zumbis ou bonecos malignos, por exemplo – e que sorte a deles, não é mesmo? Por isso acreditamos que seus sonhos sejam menos grotescos que os nossos, embora igualmente terríveis.

Cachorros têm sonhos lúcidos?

Uma pergunta que não é muito comum em relação a essa questão de “se” e “como” um cachorro sonha tem a ver com o fenômeno de sonho lúcido. Talvez você já tenha ouvido falar disso, navegando pela internet ou em algum filme ou música. Um sonho lúcido é aquele em que sabemos que estamos sonhando, dentro do próprio sonho, e lá tentamos exercer controle sobre o que acontece ao redor. Ou seja, em vez de simplesmente sonhar que está voando, você decide voar porque sabe que se trata de um sonho – qualquer que seja esse sonho.

É bem provável que isso nem seja algo a se pensar enquanto seu cachorro sonha. Ele estará ocupado demais perseguindo, fugindo ou comendo algo, provavelmente. Da mesma forma que comparamos os pesadelos humanos com os caninos, podemos pensar que os cães simplesmente têm menos preocupações, e não fazem questão de definir o que é ou não um sonho, muito menos se importam em tentar controlá-lo.

O que você acredita que acontece na mente do seu cãozinho enquanto ele dorme? Com o que você acha que eles sonham? Você costuma ver seu cachorro reagindo a sonhos mais durante os cochilos do dia ou durante o sono profundo à noite?


2 visualizações
ENDEREÇO

Rua José Valério de Souza, 197 - Barra do Aririu - Palhoça/SC 88134-500

banhoetosa@outlook.com.br

48-3030-0995

48-98470-7060 

 
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

 

         SEGUNDA-SEXTA

           9:00 - 12:00

          14:00 - 19:00

 

               SÁBADO

             9:00-14:00

 

© 2019 - Todos os direitos reservados para 101 Banho e Tosa